Uma Expedição Pelo Ártico

Tem um tipo específico de viagem que não me atrai. Essas viagens seriam os famosos Cruzeiros marítimos. Tá, sei que, supostamente, são bem legais, e que muita gente curte – mas acho que simplesmente não é para mim. Não combina com o tipo de viajante que eu sou. Porém, contudo, todavia, entretanto, há uma exceção nesse mundo de navios e alto mar que eu morro de vontade de explorar: as expedições!

Parte do motivo pelo qual eu curto viajar é porque sou apaixonada por ver coisas novas e desbravar destinos desconhecidos, e, ainda que o cruzeiro me leve a novos portos, nunca temos a oportunidade de explorar um destino com profundidade em uma mínima parada na cidade. No final das contas, neste tipo específico de viagem, a gente aproveita muito mais o navio do que os destinos em si.

Porém a coisa muda de figura no caso de expedições: explorar o círculo ártico, desbravar a Antártida, seguir a rota das baleias no Alasca ou desvendar ilhas remotas como as Malvinas. São viagens onde o trajeto no navio faz parte da experiência daquele destino. Imaginem só a sensação incrível que deve ser estar em um quebrador de gelos?

E foi com essa euforia em absorver um pouquinho desse tipo de experiência, que eu acompanhei religiosamente os vlogs do Ben Brown enquanto ele fazia uma travessia da Groelândia para o Canadá – em meio à icebergs, ursos polares e vilas isoladas do restante do mundo.

O vlog do dia a dia da expedição está lá no canal do Ben no YouTube. Assistam. É impossível não se apaixonar!

 

Crédito da Imagem: Ben Brown

Continue Reading