Ett Glass e o Melhor Hamburguer Que Eu Já Comi Na Vida

Eu confesso que ando bem viciada em comer hamburguers por aí. E isso é algo novo para mim, pois, mesmo que nos tempos de faculdade eu não dispensasse um Cheddar McMelt com as amigas, sanduíches no geral não eram algo que faziam a minha cabeça – até sermos atingidos pela modinha dos hamburguers gourmet. Não sei bem se é a carne caseira, a cebola caramelizada ou os sabores bem diferentes do que estávamos acostumados, mas eu me rendi à febre da vez e tenho experimentado muita coisa boa por aí.

Então, no meu último dia em Oslo, durante o único momento em que eu estive sozinha na cidade, aproveitei a liberdade de não precisar consultar ninguém para decidir sobre onde e o que comer, e me joguei em um bar / restaurante sobre o qual eu tinha lido alguns reviews. As promessas eras de cerveja gostosa e ambiente agradável. Mas, além disso, eu encontrei no Ett Glass o melhor hamburguer que eu já comi na vida!

Aparentemente o local é considerado um dos melhores points gays da cidade – e eu, que não trabalho com rótulos, aproveitei que estava pela região e decidi almoçar por lá. Tava até movimentado para uma manhã de inverno em um dia de semana. Pedi uma mesa, um chopp da Hansa (cervejaria Norueguesa) e fui vasculhar o menu em busca de uma sopa ou algo bem quentinho para aquecer meu corpo depois de um longo passeio ao ar livre com temperaturas abaixo de zero.

Com menu especial para o horário de almoço, que vai de 11 às 16hs, tem escolhas para todos os gostos, mas eu acabei não conseguindo ignorar as variedades de hamburguers, que não são muitas, mas são bem chamativas. Minha escolha foi o Ett Glass Superburger, composto de carne de boi, queijo, bacon, tomate, cebolas roxas, pickles e o molho caseiro do restaurante a parte. Tradicional, eu sei, mas tudo muito fresquinho e de qualidade. Já me ganhou ali. Porém, a cereja do bolo foi o acompanhamento: fritas de batata doce – minhas favoritas (e estavam ESPETACULARES!)

Não consegui comer o hamburguer todo – e foi a primeira vez que me deu PENA, de verdade. Da rua eu já seguiria para o aeroporto, caso contrário, teria pedido uma marmitinha na maior cara de pau. Terminei minha cerveja, paguei a conta e saí feliz de volta à rua fria e cheia de neve. Foi a refeição perfeita para encerrar 10 maravilhosos dias que eu havia passado na capital da Noruega. Um dia, voltarei!

Ett Glass
Karl Johans Gate, 33 (a entrada e fachada é pela rua lateral)
Oslo, Noruega
www.ettglass.no